Afiadas

Cinco amigas cheias de criatividade e pontos de vista diferentes.

Vaidade Sem Crueldade

Cruelty-Free-Leaping-Bunny

Querida Leitora Afiada,

Você ama sua máscara de cílios? Adora seu batom favorito? Não vive sem a sua base preferida? Morre de amores por aquele bronzer que deixa você com a cara do verão, mesmo durante o inverno?

E se você descobrisse que esses produtos tornaram um coelhinho cego? Ou causaram alergias profundamente dolorosas num cachorro? E se um hamster ou um porquinho da Índia tivessem morrido por causa dessa invenção?

Será que, ao descobrir o verdadeiro custo desses produtos, você ainda os compraria?

Eu decidi que não. Por mais que eu AME a máscara de cílios da MAC e tenha paixão pelos batons da Chanel, não vale a pena torturar animais em nome da vaidade. Machucar um bichinho, muitas vezes de forma dolorida e cruel, só para eu ficar mais bonita? Não, obrigada. Sobretudo quando existem tantas marcas com produtos ótimos que não realizam testes em animais.

Se você se identifica com esse pensamento, a Dica Afiada de hoje foi feita para você!

Faça o download do aplicativo BUNNY FREE da PETA[1]. Ele é inteiramente gratuito e está disponível nos principais formatos (Android, iTunes, entre outros). Basta pesquisar o nome da marca e você saberá se ela testa cosméticos em animais ou se é cruelty-free[2].

Para quem preferir, a pesquisa também pode ser feita online:

http://features.peta.org/cruelty-free-company-search/index.aspx

Algumas marcas não aparecem na busca da PETA. Caso isso aconteça com você, veja os dois comentários abaixo:

  1. Muitas marcas simplesmente não se manifestam sobre testes em animais. Na minha opinião, essas marcas só podem estar realizado tais testes porque, caso contrário, ficariam felizes com a propaganda gratuita fornecida por uma instituição tão renomada como a PETA. Assim, quando eu pesquiso uma marca conhecida e não há resultados, tanto no aplicativo, como no site da marca, presumo que essa marca testa em animais.
  1. Algumas marcas são novas ou desconhecidas pela PETA e, portanto, não aparecem na pesquisa. Isso é especialmente verdadeiro para as brasileiras que não são conhecidas no exterior. Assim, vale pesquisar o site individual de cada marca.

Também vale lembrar que esse aplicativo só mostra resultados de marcas que testam cosméticos e outros produtos supérfluos. Às vezes, a mesma empresa pode comercializar remédios e testá-los em animais. A PETA entende[3] que isso é porque, no caso de remédios, a legislação de muitos países exige que testes em animais sejam feitos.

Uma boa notícia, com gostinho de patriotismo…

A NATURA[4] e a DERMAGE[5] não estão no aplicativo, então fui até o site dessas duas marcas e, para minha felicidade, descobri que elas não testam em animais. Adorei essa notícia e vou passar a comprar mais coisas delas. Além de estar prestigiando a indústria verde e amarela, estarei comprando cosméticos cruelty-free.

Fica a dica!

cruelty-free-bunny-2

[1] People for the Ethical Treatment of Animals (www.peta.org)

[2] Marcas que não testam em animais e que, portanto, são consideradas “Sem Crueldade”

[3] Nesse caso, a PETA está lutando para mudar a regulação, mas não penaliza as marcas porque a decisão de realizar os testes não é delas

[4] http://www.natura.com.br/www/a-natura/sobre-a-natura/testes-em-animais/

[5] http://www.dermage.com.br/sobre-a-dermage.html

Escrito e publicado por Fernanda Cecília

***Se você possui os direitos autorais sobre qualquer imagem e deseja que elas sejam removidas deste blog, por favor entre em contato.***

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 26 de março de 2015 por em Dica Afiada.
%d blogueiros gostam disto: