Afiadas

Cinco amigas cheias de criatividade e pontos de vista diferentes.

Redescobrindo Belém

Lugares Belém

Estou há tempos para escrever este texto sobre minha visita a Belém em julho. Foi realmente incrível poder reencontrar meus parentes e apresentar a minha filha à terra dos seus avós maternos.

Quando criança, confesso que eu não era muito fã de Belém. Mas esta viagem me fez conhecer uma terra tão rica em cultura e belezas naturais que eu saí de lá já querendo voltar. A terra que carrega as minhas origens é encantadoramente linda e apaixonante.
Tive a sorte de, coincidentemente, encontrar meu pai embarcado em Belém na mesma época que eu a visitava. Esse acaso divino proporcionou a mim e a minha florzinha, um convívio maior com meu pai que, por conta do trabalho e de morarmos distantes um do outro, acabamos não nos encontrando tanto quanto gostaríamos. Com isso, pudemos contar com ele em vários passeios pela cidade e foi incrível!
Abaixo segue os lugares que visitamos com o site para algumas informações interessantes:

1) Estação das Docas: surgiu após a restauração do porto de Belém. É um belo complexo turístico, cultural e gastronômico da cidade, proporcionando um passeio maravilhoso pela orla da Baía do Guajará. http://www.estacaodasdocas.com.br/

2) Museus Emilio Goeldi: desde a sua fundação em 1866, desde a sua fundação suas atividades se direcionam para o estudo científico da Amazônia. http://www.museu-goeldi.br/portal/

3) Bosque Rodrigues Alves: inspirado no Bois de Bologne, em Paris, é um pedaço preservado da floresta Amazônica no meio da cidade. A fauna e a flora que se encontra no bosque é exuberante!

4) Praça da República: é um dos locais mais bonitos da cidade, onde as famosas mangueiras não passam despercebidas e o Teatro da Paz nos deixa deslumbrados com sua arquitetura maravilhosa.

5) Mangal das Garças: mais um local de tirar o fôlego por sua beleza. Possui viveiro de pássaros, borboletário, museu e restaurante. Fica às margens do rio Guamá e no mirante é possível ter uma bela vista da natureza do local. http://www.mangalpa.com.br/

6) Basílica de Nazaré: onde meus pais se casaram e, portanto, tem um significado especial para mim além de ser a padroeira dos paraenses. É o ponto de chegada do Círio de Nazaré que acontece sempre no segundo domingo de outubro. Sua arquitetura segue o modelo da Basílica de São Paulo, em Roma, em estilo neoclássico.

7) Espaço São José Liberto: foi erguido em 1749 pelos frades capuchos de Nossa Senhora da Piedade, às margens do igarapé conhecido como a Comédia dos Peixes- boi para ser um convento. Com a expulsão dos jesuítas, o prédio de paredes largas, erguidas com pedra e grude de peixe, abrigou olaria, depósito de pólvora, quartel, hospital, antiga cadeia pública e o presídio São José, que foi desativado em 2000. Hoje abriga setores criativos e categorias culturais, como patrimônio, expressões culturais, artes de espetáculo, criações culturais e funcionais. http://www.saojoseliberto.com.br/

8) Complexo Feliz Lusitânia: com construções que datam do período colonial, retrata a história da cidade. Oferece diversas opções de lazer às margens da Baía do Guajará: a Igreja de Santo Alexandre, com seus belos jardins externos; o Museu de Arte Sacra, repleto de estátuas e artefatos religiosos que retratam a história regional; o Forte do Presépio e a Casa das 11 Janelas.

9) Mercado Ver-o-Peso: considerada a maior feira livre da América Latina inaugurada em 1625. Está localizada na Cidade Velha, às margens da baía do Guajará. Era entreposto fiscal, onde se media o peso exato das mercadorias para se cobrar os impostos para a coroa portuguesa.

10) Parque da Residência: este local foi a antiga residência dos governadores do Pará. Hoje mantém um orquidário que abriga espécies raras da Amazônia. Na área central do parque, encontra-se um antigo vagão de trem, da Estrada de Ferro de Bragança, onde funciona uma sorveteria de sabores regionais que infelizmente estava passando por reforma quando eu o visitei.

Faltou conhecer a Ilha de Marajó, a Ilha de Algodoal e relembrar minha infância em Salinas pois nessa minha última estadia não deu tempo para visitar. Mal posso esperar para voltar a Belém. Já estou morrendo de saudades e minha florzinha também!

Fontes:

http://www.belemdopara.tur.br/

http://www.portalamazonia.com.br/secao/amazoniadeaz/interna.php?id=803

***Se você possui os direitos autorais sobre qualquer imagem e deseja que elas sejam removidas deste blog, por favor, entre em contato.***

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 11 de novembro de 2014 por em Ponto de Vista.
%d blogueiros gostam disto: