Afiadas

Cinco amigas cheias de criatividade e pontos de vista diferentes.

Chata ou…Apenas Bonita?

beautiful 4

Lá estava eu, num almoço de família estendida, quando uma parente não sanguínea comentou algo sobre uma conhecida que temos em comum:

– Ela é muito exigente! Difícil lidar com ela…

A tal fulana é uma pessoa educada e divertida, porém exigente, com padrões altíssimos e opiniões e vontades muito bem definidas. De fato, “flexível” não é um adjetivo que vem à mente quando as pessoas pensam nela. Mas eu estava inspirada e, admito, a fim de criar uma certa polêmica, então, complementei:

– Não tinha como ser diferente, sendo bonita do jeito que ela é.

A mesa inteira ficou me olhando com uma cara de “Oi?”. Então, expliquei a minha teoria (que de teoria não tem nada! É fato!) e aproveito para fazer o mesmo aqui.

Existe uma correlação direta entre o grau de beleza de uma mulher e seu nível de exigência. Quer dizer, mulheres bonitas são exigentes.

Aqui, uma pausa para definições.

Mulher bonita: é mulher que ACORDA bonita. Sim, mesmo descabelada, com rosto amassado e de cara lavada, ela é, indiscutivelmente, bonita. Não me refiro ao bonita que 90% das mulheres de classe média acabam sendo. Aquele bonita porque fez escova, aplicou maquiagem, fez plástica e ficou horas no salão. Me refiro à beleza nata. Sim, ela pode (e deve! Pelo amor!) ficar ainda mais bonita com rotinas de beleza e cuidados. Uma grande amiga minha (e também Autora Afiada) é do tipo que já aplica delineador de manhã cedo (quando ela vai sair, lógico), mas com isso ela consegue ficar ainda mais bonita. Porque bonita ela já é. Já acordei do lado dela e sei disso.

Mulher exigente: é a mulher exigente com as coisas que são importantes para ela. Ela não é exigente de maneira aleatória ou só para tornar as coisas mais complicadas, mas sim porque ela sabe o que quer e não tem medo de esperar certos padrões de qualidade. Ela não se contenta com qualquer coisa. Infelizmente, ter padrões altos, opiniões formadas e senso crítico acaba fazendo com que muitas mulheres sejam taxadas de “difíceis de lidar”, especialmente pelos machistas ou pelas recalcadas. E, que fique bem claro, mulher difícil de lidar não é mulher mal educada ou que sofre de mau humor. Não para fins desse post.

Bom, expliquei minha teoria para as mulheres da mesa. Coincidentemente (#sqn), as fáceis de lidar (leia-se: sem personalidade e que aceitam qualquer coisa) eram as mais feinhas, coitadas. E logo tentaram retrucar:

– A fulana é linda e é super fácil de lidar!

Não, querida. A fulana deve aparentar ser fácil de lidar no tempo limitado que você convive com ela. Mas garanto que, nas coisas que ela considera importantes, ela nunca vai dizer “está bom” a não ser que esteja, de fato, bom. Ela vai exigir o que ela sabe que tem direito.

– A beltrana é feiosa e é exigente e difícil de lidar.

Sim. Isso existe também. E que bom para ela! Todas as mulheres do mundo deveriam se sentir confortáveis em serem exigentes. Não digo que somente mulheres bonitas são exigentes. Mas apenas que todas as mulheres bonitas o são. E que, o quão mais bonitas são, mais exigentes também acabam sendo.

– A cicrana é linda e casou com aquele cara mais ou menos. Como é que ela é exigente?

A cicrana é deslumbrante mesmo e se casou com um partidaço! O “mais ou menos” a que você se refere é no quesito físico, certo? Pois é, o rosto dele deixa a desejar mesmo, mas ele é inteligente, carinhoso, fiel, cuida super bem dela, apaixonado, romântico, divertido e bem sucedido. “Mais ou menos” só se for para você!

– Ser exigente é uma coisa, mas ser chata é outra! A fulaninha é assim, mandona, toda cheia de si. Ela se acha!

Não, meu anjo. A fulaninha tem qualidades de liderança e uma excelente auto estima e você sente inveja dela por isso. Você a acha mandona por machismo (e também por um pouco de recalque). Se ela fosse homem você jamais usaria esses adjetivos para descrevê-la. Já reparou que homem nunca é chamado de mandão?

Até as bonitas da mesa começaram a opinar:

– Eu conheço uma amiga que é bonita pra caramba e é fácil de lidar. E eu convivo muito com ela.

Mentira, amore. Simples assim. A não ser que ela seja muito gorda. Se for o caso e se ela quiser se casar, uma boa notícia. De acordo com a Didi, gordas casam.

– Ela não é muito gorda.

(Vi uma foto da moça e entendi) Deixa eu te explicar, então. Só VOCÊ deve acha-la fácil de lidar. E eu já entendi o porquê disso. Repara, ela é bonita, mas você é ainda mais bonita do que ela. Quer dizer, você não percebe que ela é difícil porque você é ainda mais difícil.

– Tá, eu me acho bonita, mas ninguém me acha difícil, chata, mandona ou exigente.

Presta atenção: é claro que acham! Só não falam na sua cara porque, justamente, não estão a fim de ouvir você contra-argumentar que, na verdade, não é que você seja difícil, você apenas tem opiniões formadas.

A última pessoa da mesa se pronuncia:

– Mas eu me acho fácil de lidar!

Barulho de grilos…Verdade, ela é. Mas como vou explicar que isso é porque ela, com seu nariz de batata e pele de cratera de lua, também não é bonita?

Mulheres do meu Brasil, toda vez que alguém falar que vocês são difíceis de agradar ou lidar, chatas, nervosinhas ou mandonas, parem para analisar o contexto. Se você não foi indelicada, se o ambiente é apropriado e se seu comentário não foi pessoalmente ofensivo, o problema não está com você. Está com o ser humano machista, recalcado e atrasado que confunde personalidade forte, opiniões formadas e um jeito destemido de expressar quem você é com esses outros adjetivos bobos.

Então, proponho que fiquemos felizes em sermos difíceis de agradar! Alguém quer ser fácil de agradar? Para que? Por definição, alguém fácil de agradar se contenta com qualquer coisa! Quem quer isso? Não precisa ser difícil de agradar com tudo. Mas, com as coisas que forem importantes para você, mantenha seu padrão bem alto! E não ouse se sentir culpada por isso!

Sabe aquela sua amiga, sem graça, sem sal, que todo mundo acha um doce de pessoa, tão tranquila e que “topa tudo”? Então, sejamos sinceras: ela é feia. Chato falar isso, mas é o que é. Você não precisa almejar ser igual a ela, não tem que sentir nem um pingo de inveja dela ser tão flexível e contente com tudo. Abra os olhos: ela “topa tudo” não porque tem gosto eclético e efetivamente curte diversos programas, mas sim porque ela é tão insegura que decide abrir mão de coisas que são importantes para ela – Natal com a família reunida, presença do companheiro em datas importantes e/ou tempo dedicado à carreira – porque ela tem medo de estabelecer limites e reinvindicações do que realmente importa para ela. Em outras palavras, ela se anula por medo. Já você é exigente porque desde cedo você percebeu que você pode ser exigente. Afinal, você nasceu bonita. Tomara que um dia ela perceba que ela também pode ser forte mesmo sem ter nascido bonita.

Os homens sempre souberam disso. E, se seu marido, namorado ou amigo disser que essa minha teoria é furada, presta atenção, ele está mentindo para você (de repente você deveria reparar se você anda acordando feia…). Não estou dizendo que todo homem prefere mulheres bonitas a mulheres fáceis de lidar, é claro que não! Tem mercado para tudo. E um marido apaixonado muitas vezes nem percebe que sua mulher é difícil de lidar ou mesmo se orgulha disso. Mas todo homem sabe que uma mulher linda tem o direito de exigir mais e acaba exigindo mesmo.

Injusto? É mesmo. Mas quem foi que te enganou e disse que a vida é justa?

Escrito e publicado por Fernanda Cecília

***Se você possui os direitos autorais sobre qualquer imagem e deseja que elas sejam removidas deste blog, por favor entre em contato.***

Anúncios

2 comentários em “Chata ou…Apenas Bonita?

  1. Christina
    10 de novembro de 2014

    Desculpe, mas preciso discordar de você. Auto-estima e amor próprio são construídos ao longo da vida e são valores muito subjetivos. Do meu ponto de vista, têm muito mais relação com o amor do que com a beleza física. Ser exigente não significa ser difícil. Podemos ser exigentes e gentis, agradáveis. Há formas e formas de falar, comunicar. Lidar com divergências não é fácil mesmo, também é verdade que há gente muito difícil neste mundo. Para mim, os mais difíceis são os chatos, mas o grupo é grande.
    Já dizia o poeta que a vida é a arte do encontro. Estamos sempre em busca do outro e do amor. Somos humanos. Narciso era lindo,se encantou consigo mesmo e teve um final trágico.
    Para lembrar: “quem ama o feio, bonito lhe parece”.

    Curtir

  2. Fernanda
    11 de novembro de 2014

    Christina, querida, me parece que vc concorda comigo em alguns pontos porque, por exemplo, eu justamente falo que dá para ser (e deve!) exigente e gentil e agradável.

    Mas discorde à vontade! O blog está aí para isso mesmo. Mas que é fato, é… rsrsrs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 5 de novembro de 2014 por em Cruz Credo.
%d blogueiros gostam disto: