Afiadas

Cinco amigas cheias de criatividade e pontos de vista diferentes.

As Chatas

chata

Eu não sei se eu sou para-raios de chatas (e malucas), mas a verdade é que eu tenho cruzado com uma porção de gente insuportável que vem tirando meu – bom – humor. Ontem mesmo, na fila do caixa eletrônico, tive que ouvir de uma mocoronga “ela não sabe se olha para o celular ou para o teclado da máquina.” Ora bolas, se meu código de barras está no celular tudo o que ela podia fazer era aguardar, pacientemente, a sua vez. Claro que, ao terminar, não perdi a oportunidade de retrucá-la, o que a deixou desconcertada e sem reação. E fui embora com um sorriso no rosto, porém minha vontade real era de ter dado uma voadora ou duplo twist carpado a la Dayane dos Santos nessa sem bom senso.

Fui caminhando e refletindo, o que leva uma pessoa a ser chata? Será que ela é? Ou será que ela está chata? Eu mesma, confesso, acordo chata, principalmente, se dormi pouco ou se estou na TPM. Aliás, dormir é algo tão sagrado para mim que, por favor, só me acorde em caso de perigo ou você se deparará comigo chata, mal humorada e irritante.

Para mim, chatice é um estado. Não é possível que alguém nasça assim. A pessoa está chata, fica chata, seja porque falta paciência (e convenhamos que em um mundo tão dinâmico como o nosso, isso é algo que anda faltando bastante nas pessoas), seja por algo não saiu como esperado e acabou aborrecendo, seja porque você está atrasada… Não importa! Estar chata é algo que pode acontecer a qualquer tempo, como ocorre quando chega uma frente fria e cai aquela chuva e você está sem guarda-chuva e de blusa branca em pleno centro do Rio.

Não tem bom humor que reine e a chateação é inevitável. E repara só: a chatice é quase que uma gripe! Contagia. Se você convive com um chato, certamente, ficará chata também (ou mais chata ainda).

Então, eu que, assim como você, não sou perfeita e busco melhorar, jurei para mim mesma que serei mais tolerante, mais paciente e, para isso, vou aprender a meditar, a respirar e qualquer outra coisa que possa me trazer paz naqueles poucos segundos de tormenta que podem mudar totalmente meu estado de espírito. Acho que estou começando a ter um resultado positivo. Ontem mesmo, em um café, ao colocar o chantilly na minha xícara a garçonete fez chover café pela mesa inteira, incluindo meu cabelo, minha roupa inteirinha e meus óculos. A solução? Gargalhar da situação. Se for para contagiar o mundo, melhor que seja de risadas porque de gente chata o mundo já está cheio.

Cyn

***Se você possui os direitos autorais sobre qualquer imagem e deseja que elas sejam removidas deste blog, por favor, entre em contato.***

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 10 de setembro de 2014 por em Desabafo.
%d blogueiros gostam disto: