Afiadas

Cinco amigas cheias de criatividade e pontos de vista diferentes.

Conhecendo o L’Entrecôte de Paris

l-entrecote-de-paris

Quando eu tinha 11 anos de idade passei 30 dias na França com meus pais e minha irmã. E durante cada um desses 30 dias eu comi apenas um prato que é, na minha opinião, a melhor e maior contribuição dos franceses ao mundo da culinária: steak frites, mais conhecido como bife com batata frita. Hoje em dia, bife com batata frita não é mais meu prato favorito, mas continua no Top 10. É um prato que precisa ser bem feito. A carne deve estar mal passada (quem gosta de carne bem passada não deve gostar de carne), macia, mas cheia de sabor e a batata frita deve ser fininha, dourada e crocante. Quando bem feito, é um prato que agrada a todos (exceto ao meu marido que não come fritura e à minha mãe que é vegetariana).

Quando eu soube que o famoso L’Entrecôte de Paris (http://www.lentrecotedeparis.com.br) tinha aberto a primeira unidade no Rio de Janeiro, fiquei toda animada. Eu ainda não conhecia a casa e prometi para mim mesma que eu não iria deixar passar muito tempo para ir provar o tão famoso bife com batata frita deles. Para quem não sabe, o L’Entrecôte de Paris é um restaurante francês com sete filiais no Brasil e que só serve um prato: bife com batata frita. O lema deles é “Steak Frites Par Excellence!”

Obviamente, fui com expectativas alta.

Escolhi ir numa sexta-feira na hora do almoço. A Mari – minha amiga de longa data, magra de corpo, mas gordinha de alma e, portanto, excelente companhia em restaurantes – foi comigo. Liguei para a fazer a reserva com uns três dias de antecedência e fui muito bem atendida. Chegamos no restaurante dentro do horário reservado e, ao sentar, o garçom nos ofereceu bebidas (declinamos a oferta dele de pedir vinho já que a Mari estava em horário de trabalho e eu tinha um longo caminho para dirigir) e logo perguntou “Qual é o ponto da carne de vocês?” Pontos pela praticidade do lugar, o que já era de se esperar, já que eles só servem um prato.

Eles servem uma salada de entrada que, de acordo com a Mari, é deliciosa. Eu só posso afirmar que a salada é bonita. Obviamente, não gastei espaço estomacal comendo salada. Salada é o que a comida de verdade come! O ambiente é lindo. As mesas são espaçosas, as cadeiras são do tipo que dá para pendurar a bolsa e eu adorei que há livros na entrada, provavelmente para aqueles que vão almoçar sozinhos e querem aproveitar o momento só para curtir uma boa leitura. Todo restaurante deveria ter livros!

Esperamos muito tempo pelo prato, o que sinceramente foi decepcionante já que o fato deles só servirem um único prato deveria aumentar a eficiência da cozinha, sobretudo em dias de almoço durante a semana. As pessoas não tem horas e horas para gastar sentadas à mesa. Depois de um tempo esperando, provei o tal bife com batata fritas deles. O prato é gostoso. Apenas gostoso. Não é de outro mundo de delicioso, mas também não é ruim. Gostoso e pronto. Talvez o fato das minhas expectativas serem altas tenha atrapalhado um pouco, mas quem me conhece sabe que eu sou mesmo exigente, então isso é um bias que vai existir em qualquer crítica minha.

Agora, o que foi péssimo foi o serviço. Esperamos demais pelo prato e o garçom não teve sequer a delicadeza de pedir desculpas pela demora. Quando a comida chegou, tive que chamá-lo duas vezes para pedir outo mate, que também demorou. A Mari quis refil de batata frita e molho- duas coisas que podem ser pedidas à vontade, o que é ótimo – e também faltou eficiência nesse momento. Minha opinião de leiga é que havia poucos garçons para muitas mesas. A maior espera foi pela conta. Eu já estava prestes a me levantar e ir embora tamanha a demora!

Como toda boa chocólatra, eu quis ver o cardápio de sobremesas. Nenhuma despertou desejo e eu fiquei particularmente frustrada de ver que eles só tinham calda de nutella. Ok, para quem gosta de nutella deve ser ótimo, mas não dava para ter calda de chocolate também? Afinal, é um restaurante francês e coup denmark é algo que não pode faltar!

            Por outro lado, tive uma surpresa agradável. Não pedi sobremesa, mas pedi um café, o Ristretto da Nespresso e o café chegou rapidamente (milagre!) e feito de forma correta, ou seja, bem curtinho. A maioria dos restaurantes servem o Ristretto como se fosse um expresso normal, o que é errado e profundamente irritante para quem ama café.

Agora, a grande pergunta: eu voltaria ao L’Entrecôte de Paris? Talvez. Mas francamente, sem pressa alguma. Confesso que se algum dia eu estiver pelo Casa Shopping – lugar onde fica o restaurante -e estiver com desejo de comer carne, prefiro o Royal Grill.

Minha nota? Três moedas afiadas porque eu estou de bom humor.

Moedas Afiadas (tres)

Escrito e publicado por Fernanda Cecília

***Se você possui os direitos autorais sobre qualquer imagem e deseja que elas sejam removidas deste blog, por favor, entre em contato.***

Anúncios

3 comentários em “Conhecendo o L’Entrecôte de Paris

  1. Letícia
    20 de agosto de 2014

    Acho esse restaurante um pouco super valorizado. Sinceramente, acho que há carnes melhores no Rio de Janeiro. E, no que ele poderia se diferenciar que é o ambiente francês e o atendimento diferenciado, ele peca…

    Curtir

  2. Mari
    20 de agosto de 2014

    Não posso deixar de comentar que a companhia estava ótima e que a minha descrição é perfeita!!!

    Curtir

  3. Anna
    20 de agosto de 2014

    Concordo Fê. Aqui em SP, tanto o de Paris quanto o l’Entrecote d’ Olivier pecam pelo atendimento .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 20 de agosto de 2014 por em Dica Afiada.
%d blogueiros gostam disto: